Categorias
Sem categoria

Inteligência Artificial: as tendências que vêm por aí

À medida que o desenvolvimento e a aplicação da inteligência artificial continuam avançando em ritmo sem precedentes, algumas tendências importantes começam a surgir. Talvez as mais significativas envolvam aplicativos de deep learning que já demonstram desempenho excepcional, competindo contra seres humanos em jogos como Jeopardy e Go.

O mercado de trabalho também reflete claramente esse crescimento. De 2015 a 2017, por exemplo, o número de anúncios de empregos que exigem habilidades para desenvolver aplicações de deep learning aumentou 35 vezes. Em 2019, a demanda só continua crescendo ainda mais.

Um dos motivos do forte crescimento da IA é sua convergência com outras tecnologias. Estamos vendo um aumento maciço na integração das IAs com a internet das coisas (IoT) e com a computação de ponta. Trata-se de uma estratégia concebida para melhorar o desempenho, retirando o poder computacional dos centros de dados e transferindo-o para dispositivos locais.

O objetivo é permitir que os dispositivos respondam mais rapidamente, processando mais informações, em vez de ficarem apenas se comunicando repetidamente com a nuvem. A integração entre inteligência artificial, a internet das coisas e a computação de ponta será uma extraordinária força propulsora para empresas que buscam aumentar a velocidade e melhorar o desempenho de suas soluções e serviços.

Outra tendência importante é o desenvolvimento de processadores especializados, projetados para otimizar o desempenho da IA. Muitos dos principais fabricantes de chips do mundo, incluindo Nvidia, Intel, AMD, Qualcomm e ARM, estão trabalhando em versões próprias de chips de alta performance que permitirão incorporar a inteligência artificial em produtos do dia a dia e na internet das coisas.

Ainda vale ficar de olho em outros movimentos que estão impulsionando o crescimento da inteligência artificial, como visão computacional, assistentes de voz e o esforço por mais padronização e ética.

*Texto traduzido e adaptado do Guia Exponencial da Inteligência Artificial, da Singularity University

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.